Reduzindo o stress com artes marciais

Tempo de leitura: 11 minutos

Artes MarciaisÉ fato que o stress aumenta os sintomas da DII, por isso todos os médicos insistem em pedir aos pacientes para praticarem atividades que aliviem o stress. Existem diversas maneiras de se fazer isso, seja com psicoterapia, musculação, corrida, entre outras. No entanto, o post de hoje é sobre artes marciais. Adaptarei aqui um excelente artigo em inglês do wikiHow que demonstra como as artes marciais podem reduzir o stress:

Psicólogos encontraram correlações positivas entre o treinamento de artes marciais e níveis baixos de hostilidade e agressividade aliados a níveis altos de auto-estima a visão positiva. Tais correlações são maiores quando comparadas a outros esportes. Acabar com o stress e aprender a lidar consigo mesmo fisicamente e mentalmente são alguns dos benefícios que uma arte marcial pode promover.

1 – Escolha uma arte marcial que se adapte às suas necessidades: Existem muitos tipos de artes marciais, então gaste algum tempo lendo sobre elas e suas respectivas filosofias. O que é importante, porém, é se concentrar em artes marciais tradicionais. As artes marciais tradicionais já são estudadas há décadas e têm seus benefícios comprovados. Se você tiver a oportunidade, faça aulas experimentais em vários tipos diferentes de artes marciais para decidir qual você gosta de fazer mais. Mantenha seu foco nas artes marciais que possam trazer-lhe maior alívio do estresse. Alguns pontos importantes a destacar na ajuda a escolha da artes marcial são:

  • Escolha entre o estilo: Existem artes marciais que podem ser consideradas Hard Style, que ensinam golpes e bloqueios em várias combinações. Algumas focam na velocidade e precisão, outras em poder e resistência. Um treino Hard Style envolve muito tempo com objetos e alvos, como raquetes e sacos de areia. Além disso, existem artes consideradas Soft Style, que ensinam agarramentos, quedas e lançamentos. Algumas focam em receber ataques, outras são mais similares ao wrestling. Nesse tipo de arte marcial é muito comum o treino com parceiros na maioria do tempo.
  • Escolha a cultura: As artes marciais tradicionais são tradicionais porque são transmitidas através de uma cultura. As artes japonesas tornaram-se populares por conta da presença em muitos filmes e séries de TV. As artes chinesas possuem diversos estilos interessantes, bem como a Coreia. Diferentes culturas enfatizam em diferentes aspectos de treino e também possuem diferentes visões em o que significa ser uma boa pessoa.


2- Alguns tipos de artes marciais:

Soft Style:

  • Aikido (Japonês) – Essa arte foi descrita pelo seu fundador (Morihei Ueshiba) como “Um método de transformar o conflito em harmonia”. O treinamento foca em receber ataques do parceiro e redirecionar sua energia em um lançamento ou torção. A principal escola de Aikido não se destina a treinamento de combate. Em vez disso, cada técnica é uma metáfora filosófica para um modo de vida;
  • Judo (Japonês) –  É mais um esporte do que uma arte. É derivado do Jujitsu, que é uma arte de combate. Esta arte ensina a derrubar um parceiro depois de fazer contato. Chaves e torções também são usadas;
  • Tai Chi (Chinês) – Na verdade é uma arte mista, com elementos de Hard Style e Soft Style, mas é primariamente reconhecida pelos elementos Soft Style. O tai chi é bastante apreciado no ocidente especialmente por sua relação com a meditação (tao yin) e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grandes cidades uma referência de tranquilidade e equilíbrio;
  • Jiujitsu (Brasil) -Embora esta arte seja originalmente japonesa, os brasileiros têm produzido mestres de grande habilidade, bem como modificado estilo. Isso foi possível, principalmente, porque o Judo tem substituído o Jujitsu no Japão. O treinamento é semelhante ao judo, mas a cultura da arte é um pouco mais agressiva, e os alunos aprendem chaves comuns e estrangulamentos mais cedo;
  • Wrestling (Grécia) -Este esporte é comum nas aulas de educação física do ensino médio nos países europeus.

Hard Style:

  • Boxe (EUA) – Este esporte não é definitivamente um treinamento de combate, por causa de todas as restrições sobre as técnicas que os participantes podem usar. No entanto, é uma excelente forma de construir resistência e tenacidade;
  • Karate (Okinawa – Japão) – Apesar de Okinawa já ter sido anexada ao Japão há anos, eles têm uma cultura distinta. O karate vem das tentativas de okinawa de repelir a força de ocupação japonesa. Originou-se, então, como o principal método de combate de revolucionários secretos. Concentra-se em combate desarmado ou em combate com ferramentas comuns, como equipamentos agrícolas;
  • Kung Fu (China) – É uma forma de combate originado do monges budistas. O Kung Fu exige um tempo muito grande disponível para se dedicar ao treinamento. Devido a isso as técnicas pode ser muito difíceis de aprender. No entanto, essas técnicas são muito potentes. Por causa de sua origem na busca por iluminação budista, há um foco pesado em melhorar todos os aspectos da vida do aluno, e não apenas a sua capacidade de luta;
  • Taekwondo (Coreia) – É o esporte nacional da Coréia do Sul, e tem ao longo das últimas décadas dividido-se entre aqueles que a praticam como uma arte ou um esporte e aqueles que a praticam como treinamento de combate. Muitos artistas marciais consideram os mestres de Taekwondo os mais bem preparados em chutes do que qualquer arte marcial.


3- Aprenda a reconhecer a resposta ao stress
A fim de avaliar a diferença de que o treinamento de artes marciais vai estar fazendo a seus níveis de stress, você precisa saber em que a sua resposta de stress consiste tipicamente. Algumas ou muitas das seguintes respostas são bastante comuns em uma pessoa altamente estressada, enquanto o passo seguinte irá esclarecer como as artes marciais vão fazer diferença positiva na redução desses tipos de resposta ao stress:

  • Sua frequência cardíaca e pressão do sangue aumentam, com mais sangue indo para os músculos;
  • Seu nível de oxigênio muda, com menos oxigênio indo para o seu cérebro consciente e mais oxigênio indo para o seu cérebro reativo, deixando-o aberto a supressão mental, falta de memória, perda da lógica, aumento de emoções, limitar sua atenção e fazer com que você fique nervoso;
  • Seu sangue coagula mais rápido e o nível de açúcar no sangue aumenta, resultando em pernas fracas e desejo por açúcar;
  • Você pode se sentir paralisado, ter nó no estômago e sua voz pode mudar;
  • Sua respiração pode ficar mais rápida, aumentar a sua sensibilidade, aumentar a temperatura do corpo, podendo causar desmaios, tonturas, aumento da capacidade de ouvir e ver, sudorese e ondas de calor;
  • Outras mudanças notáveis ou de longo prazo que podem prejudicar a saúde.


4- Entendendo como as artes marciais podem reduzir seu stress e diminuir sua vulnerabilidade ao stress:
 O objetivo das artes marciais tradicionais é treinar o espírito e a mente de um  guerreiro. Um espírito guerreiro só pode se formar totalmente desenvolvendo as características certas, todos as quais são altamente úteis para a construção de seus mecanismos de enfrentamento contra o stress, tais como melhorar a sua capacidade de tomada de decisão, acalmar seus medos e projetar sua confiança. Como a lista mostrada anteriormente, cada um desses elementos é normalmente ausente em uma pessoa altamente estressada, com hiper-sensibilidade a estímulos verbais e corporais de outras pessoas e um estado elevado de alerta para o perigo. E quando a raiva ou o medo dominam, os processos de pensamento tendem a fechar, e um estado constante medo te deixa estressado. Aprender o caminho do espírito guerreiro pode ajudar a conter as respostas de stresse ensiná-lo a estabelecer o foco real e a auto-gestão. Os seguintes elementos são partes usuais do que você vai aprender em seu treinamento de artes marciais.

  • Você responderá a situações que envolvem medo;
  • Você aprenderá como desenvolver comportamentos não-verbais que conseguem transmitir confiança para os outros;
  • Você aprenderá a manter a calma sob pressão;
  • Você aprenderá a tomar decisões rápidas em situações de stress.
5- Esteja preparado para expor-se a estímulos de medoNas artes marciais, dado que você vai estar diante de um oponente, você será confrontado pelo medo (incluindo o medo de ser ferido fisicamente). Essa exposição é uma coisa boa, porque ao longo do tempo, a prática de lidar com ele regularmente pode reduzir o medo internalizado e ajudar a dessensibilizar você com coisas que provocam medo, como a sensação que você não está seguro, não está confiante o suficiente ou que você é incapaz de se defender. Do ponto de vista do stress, essa exposição, juntamente com a aprendizagem de como responder efetivamente, vai começar a reduzir seus níveis de ansiedade, bem como prepará-lo a responder de maneira lógica e com calma.
  • O stress pode ser produzido quando você está com medo de algo ruim acontecer com você, mesmo quando o dano é imaginário, principalmente porque você se sente incapaz de se defender. A formação em uma arte marcial pode lhe dar a confiança para começar a acreditar que mesmo se algo ruim acontecer, você tem os meios para responder e se defender, não só fisicamente, mas também manter a sua clareza mental;
  • Se você está em retiro, o seu desejo de evitar o conflito pode aumentar os sintomas de stress, porque seus níveis de ansiedade podem deixar você sentir-se incapaz de lidar com os problemas ao seu redor. Se você vive a sensação de que não está seguro, uma arte marcial pode ajudar a restaurar um senso de confiança e lhe permitirá lidar muito melhor com conflitos em geral;
6- Desacelere: Quando as pessoas começam uma arte marcial, há uma tendência para tentarem aprender rápido para terem um bom desempenho desde o início. O que muitas vezes acontece como resultado é que os movimentos do novato são muito rápidos e ineficazes, a postura é pobre e controle motor é difícil. Com a prática, paciência e tempo, porém, você vai descobrir que os seus movimentos tornam-se cada vez mais corretos e mais lentos e sua postura melhora, com um maior controle motor e domínio mental. Cada um destes resultados vai ajudar a reduzir os níveis de stress, como dominar as respostas do seu corpo e fortalecer sua respiração.
  • Conforme aumenta os níveis diferentes de seu treinamento em artes marciais (geralmente indicados por cores diferentes de faixas), você vai começar a exercer o domínio cada vez maior sobre as reações do seu corpo e sobre suas reações de medo. A confiança resultante e a diminuição do medo lhe dará maior poder de pensamento positivo que pode ajudá-lo a aprender a lidar com o stress e diminuir o impacto dele em sua vida;
  • Uma arte marcial lhe dará a disciplina interna para reagir a um mundo que não abranda ou para por ninguém. A forma como você reage a estímulos externos faz toda a diferença entre ficar estressado e enfrentar e ficar resistente.


7- Aprenda Zen:
 O Zen Budismo é um sistema de crença que muitas vezes é associada com o treinamento de artes marciais. É uma mentalidade muito benéfica para manter. O Zen ajuda a quase eliminar o stress,além de  ensinar você a se concentrar.

  • Meditação diária também ajudará você a relaxar;
  • As artes marciais e o Zen vão ensiná-lo a agir corretamente. Através das artes marciais, você vai se tornar mais confiante em tudo que faz e menos preocupado com o “e se”, concentrando-se apenas no agora.

Traduzido e adaptado de: How to Reduce Stress With Martial Arts

Gostou?